BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

      Dicionário | AVISOS | Reiniciar  ||  Início  ->  Bíblia  


Bíblia Online
   
Livro:
Capítulo:

Pesquisar na Bíblia:

<- no máximo

Publique a bíblia acima
em seu blog ou site!



Pesquisa da bíblia

EPÍSTOLAS DE SÃO PAULO: Primeira Epístola aos Coríntios (1Cor), capítulo 14 |
1O DOM DAS LÍNGUAS E A PROFECIA
Buscai o amor e aspirai aos dons do Espírito, principalmente à profecia.
2Pois aquele que fala em línguas não fala aos homens, mas a Deus; ninguém o entende, pois ele fala, em êxtase espiritual, coisas misteriosas.
3Mas aquele que profetiza fala aos homens, edificando, exortando, confortando.
4Aquele que fala em línguas edifica a si mesmo, porém o que profetiza edifica a igreja.
5Desejo que vós todos faleis em línguas; desejo ainda mais: que todos profetizeis. O que profetiza é maior do que aquele que fala em línguas, a menos que este também interprete e, assim, edifique a igreja.
6Ora, irmãos, suponhamos que eu me apresente entre vós falando em línguas: em que vos serei útil, se eu não vos comunicar nem revelação, nem conhecimento, nem profecia, nem ensinamento?
7De modo semelhante, se os instrumentos musicais, como a flauta ou a cítara, não produzirem sons distintos, como se reconhecerá a música que está sendo tocada?
8E se a trombeta produzir um som confuso, quem se preparará para a batalha?
9Assim também vós: se não usardes uma linguagem clara, como sereis entendidos? Na verdade, estareis falando ao vento.
10No mundo existem umas quantas espécies de línguas, e nenhuma carece de som e sentido.
11Se eu ignorar o significado das palavras, serei como um estrangeiro para aquele que fala, e aquele que fala será como um estrangeiro para mim.
12Assim também vós: já que aspirais aos dons espirituais, procurai possuí-los em abundância para a edificação da igreja.
13Por isso, quem fala em línguas ore para poder interpretar.
14Pois, se eu oro em línguas, é o meu espírito que faz oração, mas a minha mente não participa.
15Então, o que concluir? Vou orar com meu espírito, e orar também com minha mente; cantarei com meu espírito e cantarei também com minha mente.
16Pois, se louvas a Deus somente com o espírito, como o ouvinte não-iniciado poderá dizer “amém” à tua ação de graças, já que ele não sabe o que estás dizendo?
17Por certo, tua ação de graças é coisa excelente, mas, com ela, o outro não é edificado.
18Graças a Deus, falo em línguas, mais que todos vós;
19mas numa reunião de igreja prefiro dizer cinco palavras com minha mente, para assim instruir também os outros, a dizer dez mil palavras em línguas.
20Irmãos, quanto ao entendimento, não sejais crianças, mas homens feitos. Quanto à malícia, porém, sede sempre crianças.
21Está escrito na Lei: “Falarei a este povo em outras línguas e por lábios de estrangeiros, e nem assim eles me obedecerão”, diz o Senhor.
22Assim, as línguas servem de sinal, não para os que crêem, mas para os que não crêem; a profecia, ao contrário, não é para os não-crentes, mas para os que crêem.
23Se, por exemplo, a igreja estiver toda reunida num local e todos os presentes se puserem a falar em línguas, e entrarem alguns não-iniciados ou ainda não crentes, estes não vão dizer que estais loucos?
24Ao contrário, se todos estiverem profetizando, e entrar alguém que ainda não crê ou não é iniciado, este será convencido de seus erros e avaliado por todos;
25os segredos de seu coração ficarão manifestos e, então, ele, prostrando-se com o rosto em terra, adorará a Deus e proclamará: “Verdadeiramente, Deus está entre vós”.
26A BOA ORDEM NA ASSEMBLÉIA
Então, que concluir, irmãos? Quando estiverdes reunidos, cada um dos presentes poderá entoar um salmo, transmitir um ensinamento ou uma revelação, falar em línguas ou interpretar: que tudo se faça em vista da edificação!
27Alguns desejam falar em línguas? Que o façam em turnos de duas ou, no máximo, três pessoas, e cada uma falando por sua vez; e que alguém interprete.
28Caso não haja quem interprete, guardem silêncio na reunião, falando cada qual a si mesmo e a Deus.
29Quanto aos profetas, falem dois ou três, e os outros façam discernimento.
30Se, porém, a um outro, ali presente, for feita uma revelação, cale-se o primeiro.
31Vós todos podeis profetizar, mas um de cada vez, de maneira que todos se instruam e sejam exortados.
32Aliás, os espíritos dos profetas estão sob o controle dos profetas,
33pois Deus não é Deus de desordem, mas de paz. Como se faz em todas as igrejas dos santos,
34as mulheres guardem silêncio nas reuniões. Não lhes é permitido tomar a palavra, mas que sejam submissas, como diz também a Lei.
35Se desejam informar-se sobre algum assunto, perguntem a seus maridos, em casa. Pois não fica bem para a mulher falar numa reunião.
36Foi acaso do meio de vós que partiu a palavra de Deus? Ou fostes vós os únicos a recebê-la?
37Se alguém se considera profeta ou julga ter o dom do Espírito, reconheça no que vos escrevo um mandamento do Senhor;
38mas se alguém o ignora, também será ignorado.
39Em suma, irmãos, aspirai ao dom de profecia e não impeçais que se fale em línguas.
40Mas que tudo se faça como convém e em boa ordem.

PESQUISAR
 


Bíblia Católica Online