BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

      Dicionário | AVISOS | Reiniciar  ||  Início  ->  Bíblia  


Bíblia Online
   
Livro:
Capítulo:

Pesquisar na Bíblia:

<- no máximo

Publique a bíblia acima
em seu blog ou site!



Pesquisa da bíblia

PENTATEUCO: Livro dos Números (Nm), capítulo 21 |
1VITÓRIA SOBRE ARAD
Ao saber que Israel vinha pelo caminho de Atarim, o rei cananeu de Arad, que habitava a região do deserto do Negueb, atacou Israel e fez alguns prisioneiros.
2Israel fez então um voto ao Senhor, dizendo: “Se entregares esse povo em minhas mãos, votarei suas cidades ao interdito”.
3O Senhor ouviu a voz de Israel e lhe entregou os cananeus. Israel os votou ao interdito junto com as cidades. E deu àquele lugar o nome de Horma, Interdito.
4A SERPENTE DE BRONZE
Os israelitas partiram do monte Hor, pelo caminho que leva ao mar Vermelho, para contornarem a terra de Edom. Durante a viagem o povo começou a impacientar-se
5e se pôs a protestar contra Deus e contra Moisés, dizendo : “Por que nos fizestes sair do Egito? Para morrermos no deserto? Não há comida nem água, e já estamos com nojo desse alimento miserável”.
6Então o Senhor mandou contra o povo serpentes venenosas que os picavam, e muita gente de Israel morreu.
7O povo dirigiu-se a Moisés e disse: “Pecamos, falando contra o Senhor e contra ti. Roga ao Senhor que afaste de nós as serpentes”. Moisés intercedeu pelo povo,
8e o Senhor lhe respondeu: “Faze uma serpente venenosa e coloca-a sobre uma haste. Aquele que for mordido, mas olhar para ela ficará com vida”.
9Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a sobre um poste. Quando alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, ficava curado.
10VITÓRIA SOBRE SEON E OG
Os israelitas partiram e acamparam em Obot.
11Depois partiram de Obot e acamparam junto às ruínas de Abarim, no deserto defronte de Moab, do lado oriental.
12Partiram dali e acamparam junto à torrente de Zared.
13Partindo dali, acamparam na outra margem do Arnon, que se encontra no deserto que começa no território dos amorreus. Pois o Arnon serve de fronteira entre Moab e os amorreus.
14Por isso se dizia no livro das Guerras do Senhor: “Vaeb em Sufa e as torrentes, o Arnon
15e a encosta das torrentes, que se estende para a região de Ar e se apóia no território de Moab”.
16Dali foram até Beer, o Poço. Foi a esse poço que o Senhor se referia quando disse a Moisés: “Reúne o povo, e eu lhe darei água”.
17Foi então que Israel cantou este cântico: “Jorra, ó poço! Cantai-lhe!
18Poço cavado pelos príncipes, aberto pelos nobres do povo com seus cetros e bastões”. Do deserto foram para Matana, Graciosa,
19de Matana para Naaliel, Rio de Deus, de Naaliel para Bamot, Alturas,
20de Bamot para o vale no campo de Moab, junto ao promontório do monte Fasga, a Espreita, que olha sobre o deserto.
21Israel enviou então mensageiros a Seon, rei dos amorreus, para lhe dizer:
22“Deixa-nos atravessar tua terra. Não nos desviaremos nem para os campos nem para as vinhas, nem beberemos a água dos poços. Seguiremos pela estrada real, até termos atravessado teu território”.
23Seon não deu licença para Israel passar pelo seu território. Ao contrário, reuniu toda a sua gente e saiu ao encontro de Israel no deserto. Chegando a Jasa, travou batalha com Israel.
24Mas Israel o derrotou a fio de espada e apoderou-se da terra, desde o rio Arnon até o rio Jaboc, isto é, até o território dos amonitas, cuja fronteira estava fortificada.
25Israel tomou todas essas cidades e se estabeleceu nas cidades dos amorreus, em Hesebon e nos povoados que lhe pertenciam.
26Hesebon era a residência de Seon, rei dos amorreus, que estivera em guerra contra o precedente rei de Moab, de quem havia tomado a terra até o Arnon.
27Por isso os poetas dizem: “Ide a Hesebon! Reconstruí e restabelecei a cidade de Seon.
28Porque saiu um fogo de Hesebon, labaredas da cidade de Seon, que devoraram a cidade de Ar, em Moab e consumiram as alturas do Arnon.
29Ai de ti, Moab! Estás perdido, povo de Camos. Ele reduziu seus filhos a fugitivos, e suas filhas a cativas de guerra de Seon, rei dos amorreus.
30Estão sem descendentes desde Hesebon até Dibon, sem mulheres até Nofa, até Mádaba”.
31Assim Israel se instalou na terra dos amorreus.
32Moisés mandou espionar Jazer, de modo que os israelitas a conquistaram, juntamente com os povoados dependentes, expulsando os amorreus que ali viviam.
33Depois, mudando de rumo, subiram pelo caminho de Basã. Og, rei de Basã, saiu-lhes ao encontro com toda a sua gente, para travar batalha em Edrai.
34O Senhor disse a Moisés:“ Não tenhais receio a respeito dele, eu o entreguei em teu poder, com todo o seu povo e sua terra. Farás com ele o mesmo que fizeste com Seon, rei dos amorreus, que residia em Hesebon”.
35Os israelitas o derrotaram a ele, a seus filhos e a todo o povo, sem lhe deixarem um único sobrevivente, e apoderaram-se de sua terra.

PESQUISAR
 


Bíblia Católica Online