BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

      Dicionário | AVISOS | Reiniciar  ||  Início  ->  Bíblia  


Bíblia Online
   
Livro:
Capítulo:

Pesquisar na Bíblia:

<- no máximo

Publique a bíblia acima
em seu blog ou site!



Pesquisa da bíblia

PENTATEUCO: Livro do Gênesis (Gn), capítulo 30 |
1Vendo que não conseguia dar filhos a Jacó, Raquel ficou com ciúmes da irmã e disse a Jacó: “Dá-me filhos, senão eu morro!”
2Jacó irritou-se com Raquel e lhe disse: “Por acaso estou no lugar de Deus que te fez estéril?”
3Ela respondeu: “Aí tens minha escrava Bala. Une-te a ela para dar à luz sobre os meus joelhos. Assim terei filhos também eu por meio dela”.
4Deu-lhe, pois, a escrava por mulher e Jacó se uniu a ela.
5Bala concebeu e deu a Jacó um filho.
6Raquel disse: “Deus me fez justiça, atendeu meu pedido e deu-me um filho”. Por isso, chamou-o Dã.
7Bala, escrava de Raquel, concebeu outra vez e deu um segundo filho a Jacó.
8E Raquel disse: “Batalhas sobre-humanas travei com minha irmã e a venci”. Por isso o chamou Neftali.
9Percebendo que tinha parado de ter filhos, Lia tomou a escrava Zelfa e a deu a Jacó por mulher.
10Zelfa, escrava de Lia, deu a Jacó um filho.
11E Lia disse: “Que sorte!” e chamou-o Gad.
12Zelfa, escrava de Lia, deu um segundo filho a Jacó.
13Lia disse: “Para felicidade minha, pois as mulheres me felicitarão”; e chamou-o Aser.
14Certo dia, na época da colheita do trigo, Rúben saiu e achou no campo umas mandrágoras. Ele as trouxe para Lia, sua mãe. Raquel disse a Lia: “Dá-me por favor algumas mandrágoras de teu filho”.
15Lia respondeu: “Ainda te parece pouco tirar-me o marido, para quereres tirar-me também as mandrágoras que meu filho me deu?” – “Pois bem”, disse Raquel, “que Jacó durma esta noite contigo em troca das mandrágoras de teu filho”.
16Quando Jacó voltou do campo pela tarde, Lia saiu-lhe ao encontro e disse: “Dorme comigo, pois comprei este direito em troca de algumas mandrágoras de meu filho”. E Jacó dormiu aquela noite com ela.
17Deus atendeu Lia, que concebeu e deu a Jacó o quinto filho.
18Lia disse: “Deus me recompensou por ter dado minha escrava a meu marido”. E deu ao filho o nome de Issacar.
19Lia concebeu de novo e deu a Jacó o sexto filho
20e disse: “Deus me fez um belo presente. Agora meu marido me honrará, pois dei-lhe seis filhos”. E chamou-o Zabulon.
21Depois deu à luz uma filha, que ela chamou Dina.
22Então Deus se lembrou de Raquel. Deus a atendeu, tornando-a fecunda.
23Ela concebeu e deu à luz um filho e disse: “Deus retirou a minha desonra”.
24Ela lhe deu o nome de José, pois disse: “Que o Senhor me dê mais um filho”.
25DEUS DÁ PROSPERIDADE A JACÓ
Quando Raquel deu à luz José, Jacó disse a Labão: “Deixa-me ir para meu lugar, para minha terra.
26Dá-me as mulheres, pelas quais te servi, e os meus filhos, pois vou partir. Bem sabes o quanto trabalhei para ti”.
27Labão respondeu: “Sem dúvida fui favorecido com a tua presença: fiquei sabendo, por adivinhação, que o Senhor me abençoou por causa de ti.
28Fixa o teu salário, e eu te pagarei”.
29Jacó respondeu: “Sabes muito bem como te servi e como os rebanhos se desenvolveram sob os meus cuidados.
30Era pouco o que possuías antes de minha chegada. Mas tudo aumentou consideravelmente, e o Senhor te abençoou por minha causa. Agora já é tempo de eu fazer algo também para minha família”.
31Labão lhe disse: “Dize-me o que te devo dar”. “Não tens de me dar nada – respondeu Jacó – senão fazer o que vou dizer-te. Voltarei a apascentar e guardar teu rebanho.
32Hoje vou passar por toda a criação e separar todo animal escuro entre os cordeiros e todo animal malhado ou listrado entre as cabras. Eles serão meu salário.
33A minha honestidade ficará comprovada quando chegar o dia de receber o salário: todo animal meu que não for malhado ou listrado entre as cabras, ou escuro entre os cordeiros, seja considerado roubo”.
34E Labão respondeu: “Pois bem, seja como dizes”.
35Naquele mesmo dia Labão separou todos os bodes com malhas ou listras, todas as cabras malhadas ou com manchas brancas e os cordeiros de tonalidade escura e os entregou a seus filhos.
36Colocou-os à distância de uns três dias de onde estava Jacó, o qual continuou a apascentar o resto do rebanho de Labão.
37Jacó colheu varas verdes de álamo, de amendoeira e de plátano. Fez nelas algumas incisões e as descascou, deixando o branco das varas a descoberto.
38Colocou depois as varas assim descascadas nos bebedouros, no lugar onde os animais iam beber e onde se acasalavam.
39Assim, as fêmeas que eram cobertas diante das varas davam crias listradas, raiadas ou malhadas.
40Jacó separava então esses cordeiros e dirigia as ovelhas para o que havia de listrado e escuro no rebanho de Labão. Assim constituiu um rebanho separado, que ele não deixava misturar-se com as ovelhas de Labão.
41E sempre que as fêmeas vigorosas entravam em cio, Jacó punha as varas à vista, nos bebedouros,para que se acasalassem diante das varas.
42Diante das fracas, porém, não as punha, e assim as crias fracas eram de Labão e as fortes de Jacó.
43Deste modo Jacó tornou-se muito rico, dono de numerosos rebanhos, de escravos e escravas, de camelos e jumentos.

PESQUISAR
 


Bíblia Católica Online