BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

      Dicionário | AVISOS | Reiniciar  ||  Início  ->  Bíblia  


Bíblia Online
   
Livro:
Capítulo:

Pesquisar na Bíblia:

<- no máximo

Publique a bíblia acima
em seu blog ou site!



Pesquisa da bíblia

EPÍSTOLAS DE SÃO PAULO: Epístola de São Paulo aos Romanos (Rm), capítulo 8 |
1A VIDA NO ESPÍRITO
Agora, portanto, já não há condenação para os que estão no Cristo Jesus.
2Pois a lei do Espírito, que dá a vida no Cristo Jesus, te libertou da lei do pecado e da morte.
3Com efeito, aquilo que era impossível para a Lei, em razão das fraquezas da carne, Deus o realizou enviando seu próprio Filho em carne semelhante à do pecado, e por causa do pecado. Assim, Deus condenou o pecado na carne,
4a fim de que a justiça exigida pela Lei seja cumprida em nós, que não procedemos segundo a carne, mas segundo o Espírito.
5Os que vivem segundo a carne se voltam para o que é da carne; os que vivem segundo o Espírito se voltam para o que é espiritual.
6Na verdade, as aspirações da carne levam à morte e as aspirações do Espírito levam à vida e à paz.
7Portanto, as aspirações da carne são uma rebeldia contra Deus: não se submetem – nem poderiam submeter-se – à Lei de Deus.
8Os que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus.
9Vós não viveis segundo a carne, mas segundo o Espírito, se realmente o Espírito de Deus mora em vós. Se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.
10Se, porém, Cristo está em vós, embora vosso corpo esteja morto por causa do pecado, vosso espírito está cheio de vida, graças à justiça.
11E, se o Espírito daquele que ressuscitou Cristo dentre os mortos habita em vós, aquele que ressuscitou Cristo dentre os mortos vivificará também vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que habita em vós.
12Portanto, irmãos, estamos em dívida, mas não com a carne, como devendo viver segundo a carne.
13Pois, se viverdes segundo a carne morrereis; mas se, pelo Espírito, matardes o procedimento carnal, então vivereis.
14Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.
15De fato, vós não recebestes espírito de escravos, para recairdes no medo, mas recebestes o Espírito que, por adoção, vos torna filhos, e no qual clamamos: “Abbá, Pai!”
16O próprio Espírito se une ao nosso espírito, atestando que somos filhos de Deus.
17E, se somos filhos, somos também herdeiros: herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo, se, de fato, sofremos com ele, para sermos também glorificados com ele.
18A ESPERANÇA DA GLÓRIA
Eu penso que os sofrimentos do tempo presente não têm proporção com a glória que há de ser revelada em nós.
19De fato, toda a criação espera ansiosamente a revelação dos filhos de Deus;
20pois a criação foi sujeita ao que é vão e ilusório, não por seu querer, mas por dependência daquele que a sujeitou.
21Também a própria criação espera ser libertada da escravidão da corrupção, em vista da liberdade que é a glória dos filhos de Deus.
22Com efeito, sabemos que toda a criação, até o presente, está gemendo como que em dores de parto,
23e não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, gememos em nosso íntimo, esperando a condição filial, a redenção de nosso corpo.
24Pois é na esperança que fomos salvos. Ora, aquilo que se tem diante dos olhos não é objeto de esperança: como pode alguém esperar o que está vendo?
25Mas, se esperamos o que não vemos, é porque o aguardamos com perseverança.
26Da mesma forma, o Espírito vem em socorro de nossa fraqueza. Pois não sabemos o que pedir nem como pedir; é o próprio Espírito que intercede em nosso favor, com gemidos inefáveis.
27E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito, pois é de acordo com Deus que ele intercede em favor dos santos.
28Sabemos que tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu desígnio.
29Pois aos que ele conheceu desde sempre, também os predestinou a se configurarem com a imagem de seu Filho, para que este seja o primogênito numa multidão de irmãos.
30E àqueles que predestinou, também os chamou, e aos que chamou, também os justificou, e aos que justificou, também os glorificou.
31O AMOR SALVADOR DE DEUS
Depois disto, que dizer ainda? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
32Deus, que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como é que, com ele, não nos daria tudo?
33Quem acusará os escolhidos de Deus? Deus, que justifica?
34Quem condenará? Cristo Jesus, que morreu, mais ainda, que ressuscitou e está à direita de Deus, intercedendo por nós?
35Quem nos separará do amor de Cristo? Tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez, perigo, espada?
36Pois está escrito: “Por tua causa somos entregues à morte, o dia todo; fomos tidos como ovelhas destinadas ao matadouro”.
37Mas, em tudo isso, somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou.
38Tenho certeza de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potências,
39nem a altura, nem a profundeza, nem outra criatura qualquer será capaz de nos separar do amor de Deus, que está no Cristo Jesus, nosso Senhor.

PESQUISAR
 


Bíblia Católica Online