LISTA de AUTORES

     ||  Início  ->  Lista de Autores | Autores+Lidos
de paginação
<- ordem
S. Afonso de Ligório (2)
Sabatina James (1)
Salvatore Cernuzio (1)
Santa Brígida (1)
Santa Faustina (3)
Santa Gemma Galgani (1)
Santa Matilde (1)
Santa Sé (1)
Santa Teresinha (4)
Santa Tereza (1)
Santa Tereza de Ávila (1)
Santa Tereza de Jesus (1)
Sante Babolin (1)
Santo Afonso de Ligório (1)
Santo Agostinho (4)
Santo Antônio (1)
Santo Atanásio (1)
Santo Inácio (1)
Santo Isidoro de Sevilha (1)
São Bento (2)
São Bernardo (1)
São Boaventura (1)
São Cipriano de Cartago (2)
São Cirilo de Alexandria (1)
São Francisco de Assis (2)
São Francisco Xavier (1)
São Gregório de Nissa (1)
São Jerônimo (1)
São João Bosco (1)
São João Crisóstomo (2)
São Leão Magno (1)
São Leonardo de Porto-Maurício (1)
São Luís de Montfort (2)
São Nilo de Ancira (1)
São Tomás de Aquino (7)
Sascha Becker (1)
Scott Hahn (4)
Seminário de Burgos (1)
Seminário São José (1)
Sentire cum Ecclesia (1)
Sergio Sebold (73)
Servos da Rainha (1)
Sideneh Veiga (1)
Sinais dos Tempos (1)
Site Bíblia Católica (1)
Site Santa Igreja (1)
Sor Maria de Ágreda (2)
Stephen Ray (1)
Steve Ray (5)
Steve Wood (1)
Sublime Verdade (1)
Susan E. Wills (1)


Prêmio aos maus estudantes
 Os maus estudantes recebem subsídio!
Entrevista com o Pe Bartolome Menchén sobre sua experiência nos países nórdicos da Europa (fevereiro 1991).

PAL.: "Passemos ao tema do ensino".

B.M.: "Toda a responsabilidade educacional foi transferida para o Estado ou, melhor, o Estado se apropriou dela. Praticamente não existe escola não estatal. Desde que nasce, o menino 'goza' dos desvelos do papai-Estado. Irá para uma instituição maternal a partir dos seis meses até começar a etapa escolar. A escola que ele freqüentar, lhe dará o mesmo tipo de ensinamento uniformizado e pragmático, ao qual não é necessário que preste muita atenção.

Recentemente na Suécia foi apresentado um plano-piloto original de 'subsídio escolar' para tentar superar os problemas causados pelos alunos rebeldes. A Delegacia Escolar de Perstorp paga uma quantia mensal aos maus alunos para que assistam às aulas e se comportem bem ou, ao menos, não se comportem agressivamente mal. O presidente do Conselho Superior de Ensino anunciou que, se o método der resultado, será introduzido em todas as escolas suecas.

Não deixa de ser significativo que haja recurso ao dinheiro para tentar superar profundos problemas humanos; talvez já se tenha perdido a confiança nos recursos éticos da sociedade".

Ver artigo completo de Dom Estêvão Bettencourt intitulado 'O Bem-estar que Não Satisfaz'.